Vacas solteiras são aquelas que não estão com bezerro e que não emprenharam durante a estação de monta. Consequentemente, são animais que representam um menor retorno financeiro ao produtor, mas que não deixam de gerar gastos para a fazenda.

 

Pensando em lucratividade para a propriedade, é importante que as matrizes do rebanho produzam um bezerro ao ano. Portanto, devemos evitar manter vacas solteiras na fazenda, além de evitar insistir em reproduzi-las.

 

Por onde começar? Analise seus dados!

 

Levante o percentual de vacas prenhas e vazias em sua propriedade. Caso notar que há um grande número de vacas vazias, certamente houveram falhas no percurso, relacionadas a:

  • Manejo;
  • Genética;
  • Nutrição.

Ficou curioso? Continue a leitura e entenda por que alguns animais não emprenharam na sua propriedade.

Existem vários motivos que fazem com que as matrizes falhem no processo reprodutivo, tonando-se um fator prejudicial ao rebanho. Importante averiguar o tipo de reprodução que se faz na fazenda: protocolos utilizados, touros selecionados e padrão de matrizes – categorias aptas a inseminação.

 

O que leva essas matrizes a falharem durante a estação de monta?

 

Falamos nesse mesmo texto que nutrição, manejo e genética podem ser as causas para as vacas falharem na reprodução e não lhe entregarem o tão esperado bezerro.

Podemos ir além e entender que se o índice de vacas vazias na estação for alto, provavelmente, o problema estará relacionado a fatores como: baixo ou alto escore de condição corporal (ECC), falhas de manejo sanitário (doenças reprodutivas) e questões pertinentes ao indivíduo.

Estes temas foram abordados anteriormente aqui no blog. Após a leitura deste texto, confira!

Busque a causa, trabalhe na correção e na solução. Não comece uma nova estação com os mesmos problemas!

 

Pensando no ECC dos animais, como uma vaca gorda não emprenha?

 

Acredito que essa dúvida deve estar aí. Vacas gordas são menos desafiadas no sistema. A energia que despendem é utilizada para sua mantença. Toda energia restante é convertida em gordura e armazenada no corpo do animal para reserva. O que acontece é que essa gordura pode interferir na ovulação desses animais, prejudicando a concepção pós-inseminação.

Vacas gordas devem ser separadas daquelas que são suplementados com altos índices de energia, já que essas necessitam de 30 a 40% a menos das vacas que, por exemplo, estão com bezerro ao pé, precisando deslocar sua energia para lactação – produção de leite.

 

E as vacas magras?

 

As vacas com baixo ECC são, geralmente, as em maior número e podem ser produto de uma desmama anterior estressante e ainda em processo de recuperação.

Portanto, não devem ser negligenciadas e um plano nutricional adequado deve ser implantado para elas.

Caso não houver disponibilização nutricional adequada para que cheguem na estação de monta com escore médio ideal para concepção, possivelmente irão falhar e se tornarão as famosas vacas solteiras.

 

Como identificar vacas solteiras na propriedade? 

 

                     

                                                          Imagem 1: Vaca com ECC  baixo.                                        Imagem 2: Vaca com ECC Alto

                                                                Fonte: Arquivo Cria Fértil                                                      Fonte: Arquivo Cria Fértil

 

As imagens acima representam animais que deveriam ter uma atenção maior, para que pudessem ser separados em lotes de vacas vazias. Veja que a partir da análise de ECC desses animais, já podemos perceber o que foi citado anteriormente. Na imagem 1: um animal com ECC muito baixo. Já na imagem 2: uma vaca com o escore muito alto, que também vem de um histórico de não emprenhar. Ambas as imagens foram tiradas durante a estação de monta, em que as vacas não apresentavam bezerro ao pé e nem úbere cheio. Você já deve ter concluído então que se tratam de vacas solteiras.

Fique atento! Não queremos uma vaca magra e nem uma vaca gorda. Queremos uma vaca no meio do caminho entre as duas características, para que seja produtiva, nos dando o tão valioso bezerro!

 

O que fazer com as vacas solteiras?

 

Descartá-las! Parece pesado, não é? Mas, é necessário. Lembre-se que você deu oportunidade a elas durante a estação de monta. É bem provável que elas tenham passado por 3 inseminações, ou 2 inseminações mais repasse com touro. No entanto, elas não conceberam. E não conceberão.

Não descartar as vacas solteiras só manterá o problema na fazenda.

Já que agora você compila e analisa os dados, ficará fácil identificar as vacas solteiras e tomar as decisões na fazenda.

Para te ajudar, preparamos um checklist para você implantar:

  • Trabalhe o melhoramento genético;
  • Avalie ECC;
  • Realize um bom plano nutricional.

Quer saber mais e ter uma maior organização dentro da sua estação reprodutiva e categorização de lotes?

Vem com nosso time Cria!

Autor(a): Giovana Cunha